A fita K7 está de volta; já tenho a minha!

A fita K7 está de volta; já tenho a minha!


Em plena Era do Digital com todas as suas qualidades de portabilidade e de áudio e imagem, eis que voltamos no tempo, à Era do Analógico, para resgatar um importante objeto que insiste em permanecer útil: a fita K7, ou cassete.
A fita K7 está de volta; já tenho a minha
Fita K7 cassete. Fonte: pixabay

Até então tida como de utilidade nostálgica, a fita K7 que teve seu auge de utilização na década de 1990 e foi cedendo o pódio para os mp3 e os Cd's, está em pleno século XXI e a todo vapor, utilizada por colecionadores que curtem a nostalgia e também aqueles e aquelas que não curtem, mas amam ouvir um som analógico, com um ruído característico e inconfundível que só a fita K7 proporciona.

Mas isso foi em grande parte influenciado pelo lançamento de álbuns de rock gravados por diversas bandas, como Ratos de Porão, Autoramas e Boogarins.

Apesar da baixa qualidade de áudio das fitas K7, há outros fatores que justificam a utilização, como, para você, a possibilidade de comprar por um preço mais acessível aquele show de seu artista favorito, e, para o artista, a quase obrigação do fã ter que ouvir as músicas do início ao fim.

Você gostou da ideia? A fita K7 está de volta, vai comprar a sua? 

Leia também:
Windows 7: Como gravar áudio interno do notebook ou PC (com imagens)
Como alterar senha do meu computador?
Partilhar no Google Plus

Sobre Ciência de Arte

Se você procura arte, ciência, música, humor, dicas, economia, finanças e muito mais, você está no lugar certo! Divirta-se e atualize-se com Ciência de Arte.