A Menina que Roubava Livros; filme emocionante


A Menina que Roubava Livros; filme emocionante


O filme a Menina Que Roubava Livros é, sem aumento, uma bela obra artística audiovisual. De um enredo com poucas falas mas que atrai a atenção, e a busca por saber o que virá a seguir é constante enquanto se assiste.


A Menina que Roubava Livros; filme emocionante
Foto: Divulgação/A Menina Que Roubava Livros
Mas, devo admitir que o longa não tem o título que merece. Aliás, pouco tem haver com a história, visto que o que menos a menina faz é roubar livros. Na verdade, ela só o faz uma vez. Em outras duas situações não caracteriza roubo, uma vez que foi pego em momento de descarte.

Claro que há cenas em que a menina Liesel Meminger (Sophie Nélisse) ler livros para Max (Ben Schnetzer), um amigo judeu que está à beira da morte, e nestes momentos leva-se a crer que os livros foram roubados, mas nada visível que comprove. Por outro lado, tal amigo pegunta onde a pequenina encontra tantas palavras e a resposta é dada: "A mulher do prefeito, ela me deixa ler os seus livros..." Hei de ressaltar também outra cena em que Liesel garante que os pega emprestado e repreende quem a diz que é roubo.

A exceção desse detalhe, A Menina Que Roubava Livros é um filme baseado na vivência de uma garota durante o nazismo na Alemanha. Época marcada pela II Segunda Guerra Mundial e, portanto, cheia de destruição, aflição e mortes.

Em parte dessas perdas está inclusa a morte dos pais e irmão de Liesel. Esta é adotada pelo casal Hans Hubermann (Geoffrey Rush), um homem de bom coração e alma leve, e Rosa Hubermann (Emily Watson), uma mulher com um "manto de tempestade".

Liesel prossegue em sua vida estudando e lendo bastante para colocar o máximo de palavras em seu dicionário de parede. Ademais, executa pequenos serviços dados por sua mãe adotiva e se diverte com o pai e o amigo Rudy (Nico Liersch).

Na trama, são abordados temas recorrentes como o amor jovem e despretensioso; a morte, muito embora não seja tratada de forma tão aparente; a pobreza; a humildade e a caridade, além do militarismo.

De forma óbvia uma simples resenha como esta não poderá passar toda a ideia do filme, até porque isso não é minha proposta, mas deixar você ciente de que vale muito à pena assistir ao filme A Menina Que Roubava Livros!

Título Original: The Book Thief
Lançamento: 2014
Diretor: Brian Percival
Elenco: Geoffrey Rush, Emily Watson, Sophie Nélisse, Ben Schnetzer e outros.
Gênero: Drama
Nacionalidade: EUA e Alemanha

Leia também:
Santuário filme baseado na história vivida por Andrew Wight
Filme Nunca sem Minha Filha
Partilhar no Google Plus

Sobre Ciência de Arte

Se você procura arte, ciência, música, humor, dicas, economia, finanças e muito mais, você está no lugar certo! Divirta-se e atualize-se com Ciência de Arte.