RESENHA Crença X Capitalismo no longa metragem "Deus Existe"

Cena do longa Deus Existe
Deus Existe, cujo título em inglês é algo do tipo The Genius Club é um daqueles filmes estadunidenses bem baratinhos e carregado de ideologia, cheio de frases de  prepotência - aqueles enfadonhos e taxados jargões do tipo: "Os Estados Unidos precisam resolver os problemas do mundo"; "você é o homem mais importante do planeta", se referindo ao ator que faz o papel de presidente do país, e tantos outros que de tanta insignificância, não vale à pena citar.

Quanto ao fato de ser um filme baratinho, me refiro ao fato de haver um reduzido grupo de atores que, quase inertes, passam 80%, no mínimo, do filme dentro de uma sala com pouquíssima iluminação.

Outros detalhes que tornam o longa pouco proveitoso poderiam ser aqui citados, mas para justificar o porquê desta resenha nesta seção do blog, visto que trazemos apenas resenhas de filmes que realmente causam impactos positivos, esqueçamos o lado supérfluo e ingênuo de prepotência, bem como a detalhes insignificantes e partiremos para o lado positivo.

O ponto principal e único que aqui chamo a atenção é o fato de o longa suscitar um tema reflexivo e de grande importância para a atualidade: o capitalismo e suas consequências para o desenvolvimento ou regressão da sociedade.

Para situar voce, vejamos do que fala o filme: Um suposto terrorista (mas que não se autointitula assim) arma uma bomba nuclear. Embora os esforços do FBI - que aqui são retratados com total insignificância - sejam postos em prática, mesmo assim não conseguem
desativar a bomba.

O governo dos EUA chama sete pessoas, dentre a sociedade, com os QI (Coeficiente de Inteligência) mais altos para debater junto ao suposto terrorista. Vale lembrar que este é o que possui o maior QI do país.

Aqui, os sete juntamente ao presidente e outros são confinados em uma sala e começam então, via conferência, um debate. O terrorista faz diversas perguntas e aqueles precisam responder. A cada resposta correta, ganham pontos. É necessário somar mil pontos para que se descubra a palavra mágica para
desativar a bomba.

Perceba você que a história em si é boba. No entanto, o que vale aqui é o tema suscitado. Ao longo do debate, imagens de conflitos e de outros desastres já acontecidos com a humanidade são apresentadas. As falas procuram mostrar que o capitalismo, se não bem utilizado, pode alienar a humanidade, senão destruí-la.

As empresas capitalistas são vistas como dominadoras, para as quais a política se movimenta. Os governos dos países são cúmplices e beneficiam grandes empresários em detrimento do restante da sociedade.

É nesta temática e com a respectiva reflexão que você deve focar enquanto assiste ao filme. Pois é, de fato, um tema que merece nossa atenção e consequentemente nossa ação.

Juntamente ao debate sobre o capitalismo, a questão religiosa é posta e a necessidade de se redimir, para cada um parar para refletir quem somos e porque somos, para onde vamos e como vamos, qual o sentido de estarmos aqui? Temos um propósito? Deus nos deu uma missão?

Assista ao Deus Existe e não se deixe levar pelas inocências que atentam ao filme, mas foque no tema principal e debata você mesmo procurando responder aquelas questões.


Título original: The Genius Club
Diretor: Timothy A. Chey
Elenco: Tom Sizemore, Jack Scalia, Stephen Baldwin
lançamento: 2006
Origem: Estados Unidos
Partilhar no Google Plus

Sobre Ciência de Arte

Se você procura arte, ciência, música, humor, dicas, economia, finanças e muito mais, você está no lugar certo! Divirta-se e atualize-se com Ciência de Arte.