FILME Camelos também choram - Será?

O filme é do ano de 2003. Trata-se de uma produção em parceria Alemanha e Mongólia. Sim: Mongólia, um país do oriente asiático. Sei que nós praticamente não assistimos filmes produzidos na Mongólia. No entanto, esse é mais um motivo para você ver o filme em questão.

O longa, de autoria de Byambasuren Davaa e Luigi Falorni, tem como título em inglês: The Story of the Weeping Camel, e em alemão: Die Geschichte vom weinenden Kamel, e em mongol: Ingen numsil, traduzido para o português como “Camelos também choram”.


O filme, que é gravado no Deserto de Gobi, sul  da Mongólia, com muitos ventos e mongóis trajando suas vestimentas tradicionais, retrata fielmente o modo de vida do povo local, que distante da cidade e dos meios de comunicação, utiliza-se de animais, especificamente o camelo para transporte de cargas e de pessoas, bem como retira da terra o alimento e cria animais.


Neste modus operandi dos mongóis, interessante é observar a cultura mongol. Suas casas e seus adornos, suas crenças, suas brincadeiras, suas vestimentas, sua fala, suas expressões faciais e corporais, suas relações pessoais e especialmente em relação à criação dos filhos, seus alimentos e a forma de prepará-los, enfim, sua forma de sobrevivência.

Antes da metade do filme, a história ganha um pouco mais de ação quando um dos camelos fêmea inicia um trabalho de parto difícil e doloroso. O potro que nasce é branco, o que encaminha o filme para uma  história de abandono e desprezo entre mãe camelo e o potro recém-nascido.


A partir daí todos os esforços serão feitos. Um deles, é o convite feito a um músico para que através da música um milagre possa acontecer. No mais, você é convidado para assistir ao filme e conhecê-lo. Afinal, o sugestivo nome de “Camelos também choram” nos leva ao pensamento de que animais, no caso, o camelo, também possui afeto e por isso choram. Mas, afinal, o camelo chorará? Se sim, por qual motivo?

Leia também outros artigos sobre música, clicando em:

O longa não está no rol das grandes produções, onde se assiste comendo pipoca e bebendo refrigerante. Mas, é um interessante filme, e certamente os amantes da cultura, os observadores e também os que amam a emoção, tirarão proveito ao assistir o filme. É um filme simples mas emocionante.

Diretores: Byambasuren Davaa e Luigi Falorni
Atores: Janchiv, Chimed, Amgaa, Zevel, Odgoo, Guntee, Ikhee, Dude, Ugna
Animais: Ingen Temee (camelo fêmea), Botok (potro)
Lançamento: 2003
Origem: Mongólia/Alemanha

E você, já assistiu a este filme? Gostou? Conte-nos sobre suas impressões a respeito de "Os Camelos também choram"

Quer ler outras resenhas sobre filmes de drama? Então clique em:   Quero ver mais drama!
Partilhar no Google Plus

Sobre Ciência de Arte

Se você procura arte, ciência, música, humor, dicas, economia, finanças e muito mais, você está no lugar certo! Divirta-se e atualize-se com Ciência de Arte.